Look do dia: tons escuros

Domingo ainda estava aquele friozinho então resolvi por um look que eu amo (apesar de me deixar pequena) que é saia lápis e coturno. Euzinha sou de estatura média, então não ligo muito de parecer baixa algumas vezes, mas se você é baixinha, é melhor trocar o coturno por algum tênis ou sapato que não seja cano médio, e se você é alta, pode abusar desse tipo de roupa se quiser parecer menor.

Uma dica para sair alta nas fotos é tirá-la de baixo pra cima, isso sempre alonga suas pernas e te dá um ar de ser grande, nesse caso, como o look me diminuiu, foi meio que essencial.

 

looksaialapis

 

 

eu AMO saia lápis, me sinto a própria Kim Kardashian quando uso, eu quis dar um ar meio rock no meu look, então combinei com uma t-shirt, jaqueta de couro fake, colar de franjas e coturno. Gosto muito dessa coisa da saia lápis dar um ar mais sério ao look e na hora de usar o coturno ter essa quebra, deixando o look bem balanceado.

boxbraids

 

 

Acho que já deu pra perceber que sou fã de bijus prata, então quando se trata de anéis, sou meio que viciada! No cabelo, fiz duas tranças embutidas e deixei a parte de baixo solta, eu adoro fazer esse penteado e é bem fácil (em breve vídeos pra vocês).

looksaialapis

 

E aí o que acharam do look?

Revolução Cultural: Lançamento Collab DNG + OUBP

Demorei (e muito) mas cheguei pra falar do evento I N C R I V E L que rolou na semana passada,  dia 18: o lançamento da coleção Collab OUBP + DNG no Instituto Eixo Rio, em Botafogo. E nada como o dia da Revolução Cultural para celebrar a cultura negra da melhor forma, com muita música, representatividade e MODA!

Negritude

muito bem acompanhada que euzinha estava <3 // Foto by Rodrigo Porogo

 

Pra quem ainda não conhece, a sigla OUBP vem do maravilhoso blog O Último Black Power do meu amigo Jota, que vem crescendo a cada dia, representando a cultura negra daquela linda forma que amamos: com MUITA moda! Ainda é raro ver um bom blog masculino, mas o Jota saca muito, tem uma estilera sensacional e para os homens que buscam inspiração, minha dica é acompanhar OUBP em todas as redes sociais!

Cata a estilera do Jota

Cata a estilera do Jota // Foto: Moah Buffalo

A DNG (D’Negro) é uma marca que há 10 anos faz moda na nossa língua e, diretamente da zona norte do Rio, a DNG representa o estilo urbano e faz questão de valorizar o papel do negro no mundo fashion. O desfile foi lindo, com uma pegada Hip-Hop dos anos 90 e looks maravilhosos! Fiquei apaixonada nesse cast do poder!

OUBP x DNG-248

Foto por Moah Buffalo

 

Euzinha me senti em casa com tanta gente estilosa e orgulhosa por ver os negros tão bem representados. Infelizmente, ainda vemos pouco disso, ultimamente a moda é falar bem do negro sem representá-lo, o que me entristece bastante, mas aos poucos estamos chegando lá e esse Collab OUBP + DNG veio mostrando essa mudança! Marcamos a Revolução Cultural com mais um passo dos negros no mundo da moda e estou bastante ansiosa pra ver a DNG bombando por aí!

 

alljeansQualidade de imagem de Iphone de noite migos, ignorem e se concentrem na diva black ao meu lado

Esbarrei com a DEUSA Luiza Brasil, minha amiguinha das redes sociais, jornalista de moda e diretora de conteúdo do Mequetrefismos, que também estava com look all jeans e foi impossível não registrarmos esse momento <3

Sobre meu look: Escolhi o macação jeans Farm, amo usar uma peça só que não dá pra errar, e como fui direto do job, não dava pra fazer muita coisa, então lancei uma Melissa bafo e fui! Curtiram?

 

O evento foi maravilhoso, rolou muita pretice, muito hip-hop, muita dança #amamos e muita representatividade. Foi uma pena euzinha n ter conseguido levar a câmera pra tirar foto de cada momento (essa vida de sair de casa às 6h pra voltar só 00h não me permite levar tantas coisas na bolsa). Mas o Jota contou tudinho lá no OUBP, então se ficou curioso sobre o evento, corre lá!

 

Beijosss *)

Livro A Seleção

Pra morrer de amores: A Seleção

Bora começar a semana estreando o Leiturinha da semana?  BORA!

Antes de começar a falar sobre o livro da semana, gostaria de falar que não tenho um tipo específico de livro preferido. Leio muitos livros de diversos  tipos e quando eu amar uma história, vou falar sobre ela, seja romance, policial, fantasia, suspense ou histórico, se o livro for bom e me cativar, eu leio e indico. Sendo assim, nessa categoria você encontrará temas distintos, mas prometo te indicar somente leituras legais *)

Vamos falar de coisa melosa, coisa fofa, coisa de menininha, de coisa pra morrer de amores. Vamos falar de A Seleção.

 

MG_4427a

(foto tirada de: http://leitorcabuloso.com.br/wp-content/uploads/2013/09/MG_4427a.jpg)

Não sei vocês, mas eu AMO uma boa história de amorzinho e quando essa história também envolve palácio, vestidos e realeza eu apenas paro tudo pra ler! A Seleção é esse tipo de livro, que junta monte de coisas legais e fofas pra você se apaixonar.

A história se passa em um futuro Estados Unidos que tem o nome de Illéa e é um país dividido por castas de acordo com a profissão e situação financeira de cada família. America Singer, a narradora e personagem principal, é uma jovem que pertence a uma família de artistas da casta cinco que trabalha muito para conseguir ter pelo menos suas refeições todos os dias, e apesar disso, nunca almejou uma vida glamorosa. America já tem seu futuro planejado ao lado de sua paixão Aspen, um jovem da casta seis e estando disposta a enfrentar tudo, até mesmo o rebaixamento de casta para viver ao lado de seu grande amor. Ao ser anunciado A Seleção, um concurso onde 35 garotas disputarão pelo coração do príncipe e pelo título de ser uma princesa de Illéa, America se vê forçada a se inscrever para ajudar a sua família e acaba sendo selecionada e tendo que viver no palácio com outras 34 garotas. Daí por diante, você já pode imaginar que ela começa a participar da Seleção e acaba se apaixonando pelo príncipe… SIM é mais ou menos isso mesmo que acontece, PORÉM apesar da história ser bastante previsível, as reviravoltas na vida de America, a luta por se ver se adequando em algo que nunca sequer almejou, a forma interessante como a autora imaginou a história daqui a alguns anos,  a narrativa, a dúvida entre escolher o príncipe Maxon e sua paixão Aspen e as crises pessoais de America, deixam a história pra lá de contagiante e te deixam com gostinho de ‘não vou parar de ler enquanto não acabar’.

Euzinha mesmo li os três livros dessa série em exatos 3 dias (nas férias, onde eu podia ficar o dia inteiro deitada na cama e lendo, inclusive saudades férias), e super recomendo pra quem é fã de romances. Você vai se apaixonar pela história e não vai descansar até ler todos os livros da série!

A Seleção é apenas o primeiro da trilogia, em seguida vem A Elite e A Escolha. E pelo visto, em breve teremos os filmes no cinema, se eu fosse você, eu corria pra ler antes que vire modinha por aí.

***Dica: no Submarino.com o box com os 4 livros tá 89,90. Tá valendo muito a pena!

Vocês gostam de ler assim como euzinha? Me falem nos comentários se vocês curtem posts como esse, e se você não curte ler, minha dica é que você crie esse hábito porque além de maravilhoso, te ajuda muito em questão de escrita, fala e conhecimento!

Beijos e Boa leitura *)

Box Braids para transição

Box Braids para transição

Olá miguinhas!!!

Hoje estou aqui para falar de um assunto que eu AMO e que muita gente me pergunta sobre… a tal das BOX BRAIDS.

O mundo da moda está mudando e as mulheres negras estão cada vez mais maravilhosas mostrando seu poder por aí, e com isso a progressiva e toda essa coisa de passar química no cabelo crespo já virou uma coisa totalmente old. Nessa evolução de transição capilar, vemos dois tipos de crespas cansadas de química: aquelas que são radicais e ao decidir assumir o natural, simplesmente cortam tudo, e aquelas (como euzinha) que não curtem ficar de cabelo curtinho. Com essa dúvida, selecionei a que achei melhor opção pra passar por esse processo de transição que foram as box braids.

“É importante saber que não estraga o cabelo, muito pelo contrário, o faz crescer muito rápido e forte.”

Converso com muita mulher que quer fazer a transição mas não tem coragem de cortar tudo e diz que trança não combina com seu estilo, e o que eu sempre falo pra todas é que a trança se torna seu estilo a partir do momento que você coloca. Eu tinha certo receio de colocar e quando decidi usar as box braids, ninguém me incentivou, porque as pessoas tem um certo preconceito ainda. Mas no momento que eu coloquei, foi como se eu tivesse nascido pra ter tranças e isso foi acontecendo com as minhas amigas que seguiram a vibe das tranças e ficaram maravilhosas também.

Cata um pouquinho do meu processo:

Comecei usando Kanecalon Loiro, como era o início eu amei o resultado, PORÉM, o kanecalon apesar de mais barato e bem mais fácil de achar, pesa bastante e eu tinha muita dor de cabeça, já que eu comecei direto usando até a cintura. Ele também deixa um aspecto brilhoso de cabelo de barbie que eu não curtia muito, e as pontas amarradinhas no final dificultava meus penteados.

josy.boxbraidsblond

 

Após pesquisar, descobri que o melhor material que não pesa, dá pra deixar as pontas soltas e fica um aspecto mais natural é o Jumbo. Porém ele foi uma luta pra achar, e é um pouco mais caro que o kanecalon. Maaass valeu todo o esforço, já que eu fiquei completamente apaixonada pelo resultado (e vocês?). Usei braids rosas por quase 7 meses (confesso que estou com saudades) e amei o up que o choque de cor deu para euzinha.

josy.pinkbraids

boxbraidspink.josy

 

Com o total de 9 meses usando as braids, finalmente fiz meu BC (big chop/grande corte) em julho e tirei toda a parte com química. Meu cabelo totalmente natural está mais ou menos assim (pq ele tá com um penteado nessa foto)

negracrespa

 

Foi um pouco estranho, já que estou acostumada com as enormes braids, e me senti muito leve sem elas. Sendo assim voltei usando as braids ombre e curti bastante o resultado, mas ainda não tirei muitas fotos legais com o novo visual, então só vou deixar essa foto pra vocês. Obs: Estão mais finas, maiores e eu não encontrei o jumbo assim, minha cabeleireira que juntou as duas cores na hora de trançar.

 

ombrebraidsjosy

Eu incentivo muita gente a usar tranças porque realmente acho que dá um Look do Dia e te livra da escravidão da química. É importante saber que não estraga o cabelo, muito pelo contrário, o faz crescer muito rápido e forte. Porém, como tudo relacionado às nossas madeixas, precisamos apenas saber cuidar. Euzinha chamei azamiga tudo e agora tenho meu lindo bonde das trançadas <3

boxbraidsstyle

 

Espero ter respondido algumas das inúmeras dúvidas sobre as box braids, se você tem alguma outra dúvida, me pergunte nos comentários que com o tempo vou fazendo vários posts sobre tranças!

E meu conselho é: se você quer fazer tranças, não deixe nenhuma opinião te desanimar, se joga que você vai ficar linda e estilosa SIM!

Beijos *)